LG inicia produção em massa do primeiro e-paper flexível

A cena é conhecida dos aficionados por Harry Potter. No trem a caminho da escola de Hogwarts, os jovens alunos leem o jornal “O Profeta Diário”, e, como em um passe de mágica, as fotos e imagens começam a se mexer. Se o fã da série inglesa achava que isso era bruxaria, prepare-se para a novidade dos coreanos da LG. A gigante da tecnologia avisou no final de março deste ano que um EPD (sigla em inglês para Electronic Paper Display) revolucionário está sendo produzido em escala industrial, com previsão de chegada às prateleiras europeias ainda em 2012.

Os mais antenados podem estar se lembrando dos dispositivos eletrônicos feitos com painéis de vidro, similares aos tablets. Mas os trunfos do EPD da LG não param apenas na escala da produção. Feito totalmente de plástico, o produto coreano terá aproximadamente 20 cm de tamanho, espessura de incríveis sete milímetros e – acreditem – poderá ser dobrado em até 40 graus.

De que forma as inovações tecnológicas vão alterar o jornal como conhecemos hoje? Para começar, a economia de papel e consequentemente de árvores será imensurável. De acordo com dados da Norske Skog Pisa, única produtora de papel imprensa no Brasil, a unidade brasileira da empresa tem capacidade de produção de aproximadamente 180 mil toneladas de papel por ano, e fornece para cerca de 30% do mercado nacional de publicações. Ainda na esfera econômica, o jornal eletrônico pode resolver problema como custos altos de impressão e dificuldades de distribuição do produto.

Um exemplo de sucesso está no mercado literário. “Não tenho dúvidas de que os e-books são o formato do futuro. Como o Brasil é país de dimensões continentais, dá pra imaginar o tamanho da dor de cabeça que é lidar com a logística de entrega dos exemplares. Com o e-book e o e-reader, essa preocupação desaparece”, analisa Nana Vaz, diretora de Direitos Autorais da Editora Sextante.

Com a introdução progressiva do EPD de plástico no mercado, espera-se que o público consumidor faça uma passagem gradual, saindo do jornal convencional e abraçando a nova tecnologia, em um fenômeno similar ao boom dos e-readers e tablets na Ásia, Europa e principalmente nos Estados Unidos.

Porém, a questão mais complicada do sucesso ou não do EPD e o jornal eletrônico está um ponto delicado: a aceitação dos leitores. O avanço de novas plataformas de entretenimento e a consolidação da internet como principal fonte de informação gratuita colocam em risco o futuro do jornal convencional, podendo declarar a morte do jornal eletrônico antes do seu nascimento.

Como conquistar a atenção do público e aumentar o tempo que as pessoas se dedicam a ler notícias? Se por um lado, os usuários de Ipad gastam em média 70 mil dólares com aplicativos de jornais e revistas, esta quantia é ínfima se comparada ao universo de aplicativos disponíveis para os usuários.  Ponto positivo para o jornal do futuro. “O jornal tem como principal função informar o leitor. Imagina as novidades que estarão contidas em uma multiplataforma inovadora, com hierarquização personalizada e feeds compatíveis? A notícia vai ficar ainda mais completa, com vídeos, mapas e gráficos interativos”, comenta Pedro Chiaverini, editor de esportes do UOL.

Apesar da animação, o jornalista alerta para alguns possíveis entraves. “Em matéria de conteúdo, o jornal digital é muito interessante, mas deve-se pensar em questões que afetam a vida do consumidor. O conteúdo diário será baixado? Cada EPD só irá sustentar um jornal?”, conclui.

O anúncio da LG serve para nos lembrar que as mudanças podem estar mais perto do que se pensa. Chegou a hora de decretar (mais uma vez) o fim do jornal impresso?

Por Caio Teixeira Soares

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s